Aprenda a criar e analisar seu processo comercial a partir de um dashboard de vendas

Tabelas, excesso de informações, dashboard de vendas, números e termos diferentes: você sabe como analisar seus dados de maneira eficiente e gerar maior competitividade de mercado? O mundo dos negócios é um...

Aprenda a criar e analisar seu processo comercial a partir de um dashboard de vendas

Tabelas, excesso de informações, dashboard de vendas, números e termos diferentes: você sabe como analisar seus dados de maneira eficiente e gerar maior competitividade de mercado?

O mundo dos negócios é um universo bastante competitivo. Logo, quem tem os melhores indicadores de desempenho e consegue tomar as melhores decisões comerciais ganha mais destaque, converte mais leads e alcança um ROI maior.

Para escolher os melhores caminhos e identificar as melhores oportunidades de negócio, nada mais justo do que saber analisar e mensurar os dados importantes e apresentá-los de uma forma eficiente, que seja de fácil compreensão. É aí que entra o famoso dashboard de vendas.

 

O que é um dashboard de vendas?

Os dashboards são basicamente uma representação visual de dados da operação comercial em tempo real.

De maneira simples, seu principal objetivo é apresentar e fornecer um panorama geral e de fácil compreensão dos indicadores de desempenhos — os famosos KPIs — e métricas de um negócio.

Esse painel é importante porque, por meio dele, gestores e gerentes conseguem analisar o progresso do seu time em direção às metas pré-estabelecidas.

E, caso os resultados não estejam sendo alcançados, é possível direcionar esforços para encontrar novas rotas e garantir o sucesso das suas ações.

 

Por que usar um dashboard de vendas?

Um dashboard de vendas é capaz de trazer inúmeros tipos de benefícios. Desde o fácil acesso às informações do seu negócio até a tomada de decisões embasadas em números que sejam, de fato, confiáveis.

Além disso, o sistema de representação visual com base em dados permite a automatização do trabalho manual. Assim, a equipe comercial só precisa se preocupar em inserir os dados atualizados enquanto o restante do processo é feito de forma automática.

Outro grande diferencial é a motivação do time que, além de ficar mais unido, consegue identificar quais operações estão tendo mais assertividade nas ações e quais precisam implementar processos de melhoria.

Vale até beneficiar os profissionais que se destacam com o objetivo de engajar ainda mais a equipe.

Por fim, um dashboard de vendas consegue alinhar os objetivos do negócio por meio de uma fácil visualização e compreensão dos dados coletados. Por isso, é tão importante mensurar os números com eficiência.

Afinal, de nada adianta coletar diversos tipos de informações se você não sabe organizá-las ou apresentá-las de maneira que seja de fácil compreensão.

 

Quais métricas devo acompanhar em um dashboard de vendas?

Primeiro, é importante entender que os indicadores variam de empresa para empresa, por isso, não existe um único padrão a ser seguido. Porém, existem algumas métricas que são indispensáveis, como:

  • Total de vendas feitas
  • Ticket médio por cliente
  • Produtos e serviços mais vendidos
  • Percentual alcançado da meta, etc.

Assim, é importante saber identificar quais dados são relevantes. Afinal, dados em excesso podem fazer com que a equipe se perca e não foque nos indicadores que mais importam.

 

Como criar um dashboard de vendas?

Para garantir a eficiência e qualidade dos dados é essencial utilizar um CRMCustomer Relationship Management — que gere um dashboard com base nas informações inseridas pelos vendedores.

Ao escolher a ferramenta, certifique-se de que o software possua todos os recursos que o seu negócio necessita. Encontrar a opção mais adequada é fundamental para fazer o investimento valer a pena.

Além disso, determine as métricas e os KPIs que serão incluídos no dashboard de vendas. Um bom caminho a seguir é escolher a meta e, em seguida, estipular as métricas para alcançar seu objetivo.

Se seu objetivo é, por exemplo, aumentar a conversão de leads, você pode criar um dashboard com as últimas taxas de conversão e identificar quais estratégias precisam de melhoria.

O passo seguinte é escolher quem vai visualizar o seu dashboard de vendas. Apesar do dashboard ser desenvolvido especialmente para o time de vendas, é importante que outros times também consigam acessá-lo, a fim de identificar os resultados obtidos.

É fundamental lembrar que o ciclo de vendas só é satisfatório quando toda a operação roda com assertividade. Por isso, as equipes — principalmente de marketing e vendas — precisam estar em perfeita união.

Agora é o momento de acrescentar todos os dados coletados no dashboard de vendas. Muitas ferramentas de CRM fazem essa função de maneira automatizada, o que facilita essa parte do processo.

Depois é só criar os relatórios e caprichar no layout. Lembre-se, o objetivo do dashboard de vendas é oferecer uma fácil visualização das informações coletadas, nada mais justo do que criar um layout que propicie isso.

O seu objetivo deve ser organizar os dados e apresentá-los de maneira limpa. Assim, não sobrecarregue o dashboard com muitas cores e detalhes desnecessários. Nesta etapa, menos é mais.

Ah, não se esqueça de apresentar as informações do dashboard de vendas às suas equipes e tornar esse indicador de desempenho acessível. Deste modo, os seus colaboradores poderão acessá-lo sempre que necessário.

Vale lembrar também que o objetivo do dashboard de vendas é avaliar e analisar as métricas comerciais e estruturar ações a partir delas. Então, nada mais justo do que, frequentemente, alimentá-lo com novas informações.

Não se esqueça que o mundo dos negócios, principalmente impulsionado pela era digital, está em constante mutação. Não se atualizar sobre os principais dados e tendências pode causar gargalos operacionais, gerar atritos entre os times e, consequentemente, afetar o ciclo de compra dos clientes.

 

Dashboard de vendas e cultura data driven 

Nesta altura do artigo, com certeza, você já entendeu a importância de um dashboard de vendas para potencializar seus resultados. Mas outro ponto de atenção que você deve ter notado é como um dashboard está intrinsecamente relacionado aos dados.

Sem números e informações relevantes é impossível promover mudanças reais nas suas operações comerciais. Por isso, uma cultura data driven é tão importante.

Ela é capaz de indicar os principais caminhos e mostrar o que seu cliente, de fato, deseja. Mas, nem todas as empresas têm facilidade em coletar e mensurar dados.

Para solucionar esse problema e mostrar que os números não são bichos de sete cabeças, vamos realizar a segunda edição do maior evento sobre dados do Brasil: o Data Driven Decision.

Serão mais de 30 horas de conteúdos inéditos e imperdíveis sobre o universo dos dados, com a presença de figuras ilustres do universo de marketing, vendas e inovação.

Além disso, os inscritos terão acesso a um hub repleto de conteúdos exclusivos, com minicursos, múltiplos formatos e materiais complementares, além de concorrer a prêmios imperdíveis através de um sistema de indicação.

Quer entrar no jogo dos dados e aprender que toda carta pode ser um coringa? Então, clique no botão abaixo e garanta a sua vaga no Data Driven Decision 2022.

Dashboard de vendas

Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.