CDO: O que é e o que faz um Chief Digital Officer?

Aqui, vamos falar sobre como as funções dos profissionais CDO estão relacionadas a um único objetivo: trazer mudanças, novas formas de planejar e agir em setores nos quais o digital deve atingir de forma mais rápida e eficaz. Acompanhe!

Entre tantas tendências que surgiram com a demanda gerada pela transformação digital, podemos dizer que novos perfis profissionais também foram aparecendo, como é o caso do CDO.

Segundo levantamento da Strategy&, em 2019, 21% das 2.500 maiores empresas do mundo já contam com esse profissional. Por exemplo, no Brasil, Mário Faria, que foi o primeiro chief digital officer do país, começou a atuar em 2011 na Boa Vista Serviços. 

Considerado cada vez mais indispensável para a atuação e evolução digital de grandes empresas – principalmente aquelas que investem muito para lucrar com a inesgotável quantidade de dados produzidos por cada um de nós diariamente – o CDO tem sido uma das profissões mais valorizadas desta nova era. 

Se considerarmos que a cada dia os consumidores têm mais acesso às novas tecnologias – o que, por consequência, influencia seu comportamento nas plataformas digitais – é quase que obrigatório que as organizações façam o máximo para seguir essa mudança. 

Dessa forma, a saída foi iniciar a busca por um profissional que apresente uma rápida adaptabilidade e lide de forma assertiva com essas mudanças para alinhá-las aos objetivos do negócio

Transformação Digital 

Afinal de contas, o que é CDO e o que faz? 

Essa é uma posição executiva ocupada pelos chamados cientistas de dados, que, em sua maioria possuem algum conhecimento em tecnologia, e podem ser desde estatísticos a engenheiros de computação

Sua principal função é analisar, interpretar e transformar os 2,5 quintilhões de bytes de dados produzidos diariamente no mundo em novos produtos, negócios e serviços.

Por isso, sua relevância e responsabilidade são enormes, visto que o desenvolvimento das áreas de negócios, marketing e tecnologia de uma empresa conta com suas habilidades para crescer. 

Por exemplo: desde o lançamento de um e-commerce e canais interativos com o usuário à criação de aplicativos e outras iniciativas tecnológicas. Em resumo, ele é responsável também pela aproximação necessária entre marca e consumidor para proporcionar uma experiência cada vez melhor. 

Sua atuação multidisciplinar vai impactar também as estratégias de comunicação e posicionamento digital, assim como a cultura corporativa, os meios de produção e o aperfeiçoamento de processos com a utilização de novas tecnologias para que a empresa se desenvolva em todos os setores.  

Entretanto, existem os obstáculos… 

Cenário e desafios

O poder de influência de um CDO deve ser ainda mais forte, uma vez que, para conseguir o apoio necessário para aplicar suas ideias, será preciso convencer, de forma ágil e natural, os perfis de executivos tradicionais presentes em qualquer organização. 

Logo, há também um trabalho de bastidores para comprovar que determinada ação será, de fato, lucrativa e inovadora para a empresa. 

Para ocupar esse cargo, é preciso ter as habilidades de um executivo experiente, uma vez que a posição de CDO é considerada uma das mais difíceis na direção das empresas.

Não por acaso, no Brasil, um CDO recebe entre R$ 700 mil e R$ 1,5 milhão ao ano. No mundo, o valor está entre US$ 150 mil e US$ 1,1 milhão ao ano, segundo a base de dados do levantamento inédito intitulado “CDO Decoded: The Journey Who is today’s Chief Digital Officer?”, da consultoria global Egon Zehnder, divulgado em junho deste ano. 

Realizada com profissionais de 20 países, a pesquisa mostra que 84% foram os primeiros em sua empresa e 64% contratados externamente. O que sugere que as empresas precisaram trazer de outros lugares esses conhecimentos e perspectivas porque não tinham as habilidades necessárias internamente. 

Ainda de acordo com o levantamento, 65% dos entrevistados são relativamente novos no papel, atuando há três anos ou menos, o que demonstra como essa profissão representa algo novo, desafiador e ainda há de passar por uma grande evolução e ascensão nos próximos anos.

Por outro lado, as empresas brasileiras priorizam que esse cargo seja ocupado por pessoas que já atuam internamente, principalmente pelo engajamento com a cultura, a fácil integração, formação de times e a gestão, pois, segundo a pesquisa, a maioria (54%) afirmou que gasta mais tempo aprendendo sobre a empresa do que colocando em prática as estratégias em seus negócios.

Para lidar com esses desafios, entre os principais insights e planos de ação sugeridos pela Egon Zehnder após cada seção da pesquisa, destacamos a seguinte: 

Por que a diversidade no ambiente de trabalho é essencial para qualquer organização?

Pode até parecer que falar sobre diversidade hoje em dia seja um tema já muito abordado, principalmente no Brasil, que talvez seja o país que melhor reflete esse conceito.

Porém, acredite: esse assunto ainda é um tabu para muitas organizações, o que pode influenciar (e muito!) os resultados de qualquer negócio.

Por isso, é muito importante ter sempre em mente que ser uma marca conhecida por não promover a diversidade no ambiente de trabalho pode gerar muitos problemas e afastar boas oportunidades! 

Acompanhe nosso conteúdo e entenda um pouco mais sobre os benefícios de um local de trabalho com pessoas de diferentes raças, gêneros, religiões e crenças para potencializar seu negócio de dentro para fora. 

Afinal de contas, a transformação digital que você precisa para se destacar no mercado também depende de outros fatores, como os que vamos abordar nesta leitura. Comece já a sua!  

Dados podem ajudar a entender melhor

De acordo com um estudo do Instituto Ethos, que analisou o perfil social, racial e cultural das 500 maiores empresas do Brasil, os resultados são pouco animadores. 

Isso reforça a necessidade de estabelecer novas formas de desenvolvimento e valorização da diversidade no ambiente de trabalho, como muito bem expôs a Progic, especialista em comunicação interna e endomarketing:

Seguindo o direcionamento de um estudo da Organização McKinsey & Company, ao investir na diversidade, os resultados e os lucros também são influenciados e melhoram constantemente, além da valorização do respeito e da ética para as empresas: 

Uma pesquisa da Harvard Business Review revelou que nas empresas onde o ambiente de diversidade é reconhecido, os funcionários estão 17% mais engajados e dispostos a irem além das suas responsabilidades.

A pesquisa mostrou também que o número de conflitos chega a ser 50% menor que nas outras empresas. Isso quer dizer que trabalhar em um ambiente que acolhe as diferenças favorece o aprendizado e instiga os colaboradores a arriscarem mais, aumentando as chances de atingir melhores resultados em suas funções.

Diversidade no ambiente de trabalho gera resultados melhores


A possibilidade de aproveitar os benefícios de ambientes nos quais a diversidade está presente é enorme! Lucratividade, inovação, crescimento rápido, leveza e orgulho de pertencer são apenas alguns dos principais pontos ligados a uma cultura organizacional que preza por isso.

Um local de trabalho diverso ganha em muitos aspectos, principalmente na geração de bons resultados a partir das diferentes formas de pensamento e opiniões. Essa diversidade é útil para que as mais variadas estratégias de uma empresa sejam executadas da melhor forma possível.

Imagine, por exemplo, as oportunidades geradas a partir de um posicionamento quanto às questões social e culturalmente importantes, como a igualdade de gênero.

Para ter dimensão do quanto esse é um assunto relevante, segundo um estudo do Fórum Econômico Mundial, no ritmo atual seriam necessários 95 anos para que mulheres e homens estivessem em total igualdade no Brasil.

Ao concluir de forma simples e direta o quanto essas mudanças podem ser benéficas, a Progic afirma que:

Diversidade no ambiente de trabalho

Como dar início a essa grande mudança? 

Claro que essa não é uma tarefa fácil ou rápida. Entretanto, nunca é tarde para repensar os princípios e a visão de uma empresa que deseja explorar todo o seu potencial para se destacar como exemplo de inclusão, respeito e bons resultados.

É necessário rever dos mais simples aos mais complexos processos, desde estar disponível para receber uma sugestão de melhoria à adaptação dos processos de contratação, por exemplo.

De qualquer forma, esse comprometimento ético deve partir dos mais diferentes níveis e funções internas. Só assim irá realmente passar a fazer parte da cultura organizacional e atinja todos os setores da empresa.

É preciso que os colaboradores acreditem, de fato, que pessoas com perfis diferentes podem contribuir de forma significativa para alcançar sempre o melhor.


Gestão de Pessoas e Endomarketing

Isso tudo diz respeito principalmente ao setor de marketing, responsável pela imagem que melhor representa uma marca r, tanto externamente, quanto para o público interno.

Por isso, investir em campanhas de endomarketing é fundamental. A ação ajuda a estabelecer uma comunicação clara, transparente e que estimula o diálogo entre todos os membros para reforçar constantemente a missão, visão e valores da organização. 

Aqui na Layer Up, contamos com o time endomarketing para fazer a diferença no dia a dia dos nossos colaboradores.

Para entender como ações internas podem ajudar a manter um ambiente confortável, interativo e de parceria, demos a palavra a nossa equipe. A especialista em Gestão de Pessoas, responsável pelo Team Success e integrante do nosso endomarketing, Marilis Garbin, falou um pouco sobre os processos na Layer: 

Diversidade no ambiente de trabalho

Viu só? Já que um ambiente diversificado favorece o compartilhamento de diferentes pontos de vista e opiniões, é indispensável sempre rever o que pode melhorar, em qualquer processo. 

Por isso, buscamos sempre incentivar que todos exponham suas ideias! É algo que nos possibilita “pensar fora da caixinha” e absorver cada vez mais informações e conhecimentos distintos. O objetivo é sempre melhorar os projetos que desenvolvemos

Faça isso e acompanhe seus resultados crescendo a cada dia, bem como seus colaboradores.

Como a transformação digital muda a forma de lidar com a buyer persona?

A transformação digital pode auxiliar uma organização a atingir o seu objetivo quando deseja alcançar um lugar de destaque em seu segmento. Por isso, conhecer e saber lidar com a buyer persona é um processo obrigatório para fortalecer sua autoridade no mercado. 

Algumas estratégias de marketing já não têm tanta eficácia na obtenção de bons resultados, pois as tendências de consumo e utilização de produtos e serviços se fundiram em um só comportamento.

Distribuir conteúdo offline em qualquer lugar, criar campanhas sem segmentação, optar por marketing de relacionamento sem foco na experiência do cliente e tantas outras são alguns exemplos que podem atrapalhar suas pretensões com o marketing digital. 

Sua empresa está no caminho da transformação digital? Essa é a hora de estabelecer novas formas de relacionamento com o seu público para não ficar pra trás. 

Então, conheça e entenda quem está interessado naquilo que você produz para potencializar suas oportunidades.

Neste conteúdo, reunimos algumas dicas para ajudar você com isso. Vamos lá?

Melhore sua relação com a buyer persona

A buyer persona deve ser protagonista nas relações com a marca, porque as “regras” de mercado são estabelecidas de acordo com suas necessidades. 

É preciso saber que o estilo de consumo da buyer persona evoluiu muito com a tecnologia – e entender como isso aconteceu. 

Por isso, analisar constantemente o comportamento do seu consumidor é um fator muito importante quando falamos em transformação digital.

Esse tipo de estudo pode ajudar você a basear as decisões da sua empresa em dados, o que significa uma escolha ainda melhor.

Inserir o consumidor no processo de decisão é uma boa escolha para fidelizar e gerar tráfego no site da sua marca e garantir uma experiência satisfatória.

Otimize a comunicação da sua empresa com soluções digitais 

Otimizar sua comunicação é muito importante para extrair insights de como conversar com a sua buyer persona em todos os canais. Faça isso estabelecendo um elo entre marca e consumidor. 

O planejamento estratégico da sua transformação digital precisa ser efetivo o bastante para atrair os usuários aos canais de comunicação.

A partir daí, inovar os métodos de tratamento à buyer persona, que busca por ambientes cada vez mais interativos, favorece a efetividade do negócio. Saiba como começar: 

Foco na jornada de compra

Geralmente composta por algumas etapas de Marketing de Conteúdo, essa estratégia conduz seu possível cliente ao objetivo final.

Para conseguir levar a buyer persona até o fim do processo, é preciso entender cada etapa para iniciar a produção de conteúdo.

1 – Aprendizado e descoberta

Aqui, o objetivo é despertar o interesse do consumidor para uma oportunidade de negócio, pois o problema ou necessidade ainda não está claro.

2 – Reconhecimento do problema

Neste ponto, o cliente já está familiarizado e reconhece que há um problema a ser resolvido. Agora o foco é despertar a necessidade de buscar soluções.

3 – Consideração da solução 

Aqui o lead já tem alguma noção de saídas para lidar com o problema. Faça com que ele comece a considerar sua empresa como uma boa opção para isso.

Portanto, trabalhe o senso de urgência, para que a decisão sobre escolher os seus serviços seja tomada rapidamente.

4 – Decisão de compra

Nesta etapa, o consumidor está decidido a comprar. Aqui é o fim do processo.

Chegou a hora de destacar os diferenciais do seu produto em relação aos concorrentes (mostre que é a melhor opção). 

Copywriting 

Explore técnicas de copywriting ao produzir conteúdos objetivos, leves e que atraiam, sempre focando nas dores, desejos e objeções da buyer persona. 

Você pode fazer isso utilizando os seguintes gatilhos mentais, por exemplo: 

UX

Uma visão detalhada da buyer persona no cenário digital é essencial! Isso será muito valioso para acertar em suas estratégias de marketing e vendas

Além disso, é importante saber que o foco aqui será sempre o cliente e o quanto seu website garantiu sua satisfação.

Uma forma de conquistar uma boa experiência de usuário (UX) é oferecer pesquisas de satisfação após os serviços prestados. 

A interação entre buyer persona e organização deve ser natural e benéfica. Isso cria um elo emocional e marca a experiência no imaginário dos clientes.

Entender e valorizar a buyer persona é prioridade!

Portanto, mais do que saber os pontos em comum do público-alvo (gênero, idade, renda, etc), faça um mapeamento do seu consumidor ideal para entender o que faz, o que e como gosta de consumir, e por aí vai… 

Assim, você terá base em dados verdadeiros para direcionar da melhor forma possível suas as estratégias, seja no pré ou pós-venda. 

Dessa forma, alinhadas a um posicionamento digital capacitado, essas técnicas e estratégias serão um diferencial para o bom desempenho da marca. 

Então, o que está esperando? Coloque em prática tudo que aprendeu até aqui e veja o desempenho do seu negócio melhorar daqui pra frente. 

Aproveite e confira no blog Layer Up diversos conteúdos que podem enriquecer ainda mais a transformação digital da sua empresa.

Se a sua empresa está em processo de transformação digital, veja como mudar a forma de lidar com a buyer persona para melhorar suas vendas.

Saiba como utilizar a metodologia ágil no marketing digital

Basicamente, a metodologia ágil (também conhecida como Agile) surgiu a partir de um manifesto.
Um grupo de programadores lançou a ideia em 2001, com o objetivo de adotar processos ágeis para elevar os níveis de produtividade, melhorar os resultados e garantir a satisfação do cliente.

Na prática, ela é bem simples! Oferece etapas curtas e métodos mais leves que, unidos à integração constante na equipe, potencializam as entregas.

Ou seja, tendo uma parte do projeto publicada, mesmo não completa, você evolui esse material de acordo com as necessidades do cliente.

Então, se você quer melhorar o planejamento e gestão dos seus projetos, essa metodologia é uma ótima opção, já que essas metas são indispensáveis para ter sucesso na era digital.

Principais práticas ágeis para implementar em sua empresa

metodologia ágil marketing digital
A metodologia ágil é responsável pela criação de métodos muito presentes no meio corporativo, como o Kanban, Scrum e Lean. Saiba mais sobre eles:

Scrum

A metodologia Agile Scrum é um recurso interativo que envolve técnicas, ferramentas e conceitos pré-definidos para resolver problemas nos projetos.

Com ela, um dos benefícios é ter à disposição valores, práticas e princípios alinhados com as necessidades da sua empresa. É ganho certo!

Para isso, a equipe precisa de autonomia e noção de como se organizar durante o projeto, que possui três importantes tarefas:

Um dos integrantes fica responsável por organizar as reuniões e garantir o bom andamento do projeto (Scrum Master). Além disso, há o Product Owner, que deve avaliar as entregas como se fosse o próprio cliente.

Kanban

Esta prática, por meio de um quadro de atividades, auxilia a equipe com uma visão geral e objetiva do trabalho.

Nesse processo, há uma regra: para começar uma nova tarefa, finalize a anterior. Assim, fica mais simples organizar tudo o que está sendo feito.

Com a Kanban, o tempo de cada etapa tem precisão, as regras de progressão ficam claras e problemas são identificados rapidamente, o que ajuda a resolvê-los. Um sonho! 

Lean

Bastante utilizada em startups, a Lean é uma técnica de redução dos processos focada em evitar excessos e o desperdício de recursos.

Com isso, ela une aspectos de marketing, gestão e tecnologia num conceito chamado MVP (Minimum Viable Product ou produto mínimo viável):

  1. Minimum: qual o menor tamanho possível de produção para que o produto seja entregue mais rápido?
  2. Viable: o produto é relevante a ponto de atrair a atenção do cliente para adquiri-lo?
  3. Product: qual é a utilidade do produto e sua finalidade?

Dessa forma, produzir com o mínimo possível ajuda a manter a qualidade e o interesse do cliente final, reduzindo custos e melhorando a produção. Além disso, dá para obter o máximo de eficiência.

Veja como unir a metodologia ágil ao seu marketing

metodologia ágil marketing digital
Agora você já sabe que a metodologia ágil é um bom caminho para lidar de forma rápida e eficaz com o que seu cliente deseja, certo?

Com ela, seus projetos vão passar a ser produzidos com mais qualidade e, é claro, agilidade máxima.

Mais do que isso: é a chance de adotar uma nova cultura organizacional com melhores entregas, na qual uma das prioridades é valorizar “indivíduos e interações mais que processos e negócios” (princípio do Manifesto Ágil).

Confira a seguir alguns exemplos de como usá-la no seu negócio.

Marketing Agile

Por ser uma área que lida com diversos canais ao mesmo tempo, o marketing digital acaba tendo mais tendência a adotar práticas ágeis, ou pelo menos deveria…

Isto porque, dá para utilizar os métodos acima para alinhar os objetivos comerciais da empresa e da equipe de vendas, aprimorar a comunicação do time de marketing e muito mais.

Então, seguindo pelo caminho do marketing Agile, você precisa saber que, para dar certo, esse processo segue algumas regras:

  1. A colaboração, velocidade e divisão de responsabilidade nas entregas deve ser constante
  2. Lembre-se: tudo deve estar devidamente alinhado, sempre focando a simplicidade dos processos
  3. Faça uma análise de dados e desenvolva insights para identificar pontos de dor e novas oportunidades.
    Para isso, convoque reuniões diárias para que cada um mostre o que foi e será feito (comprometimento é tudo!)
  4.  O cliente deve ser sempre o ponto central de todas as decisões tomadas. Afinal, chefe é chefe!

Gostou do conteúdo? Então, aproveite outras dicas do Blog Layer Up e comece já a sua transformação digital!

Já ouviu falar em metodologia ágil ou “Agile”? A crescente busca por este conceito é reflexo da transformação digital, que é uma realidade!

Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.