Business intelligence: saiba como funciona e como usar na tomada de decisão

Imagine uma ferramenta que colete dados do seu negócio de forma estratégica e ainda converta essas informações em valor: isso é o que o business intelligence faz. A partir desses dados gerados em uma loja, por...

Business intelligence: saiba como funciona e como usar na tomada de decisão

Imagine uma ferramenta que colete dados do seu negócio de forma estratégica e ainda converta essas informações em valor: isso é o que o business intelligence faz.

A partir desses dados gerados em uma loja, por exemplo, é possível ter a noção do motivo da queda nas vendas, o tamanho e até mesmo a cor mais vendida de uma determinada loja, para que assim ela consiga lucrar mais e reduzir custos.

Mas é necessário que a coleta e organização desses dados permitam uma avaliação e visualização de maneira mais clara, e um software de planejamento estratégico pode ajudar nisso.

Quer saber mais sobre business intelligence, como funciona e suas vantagens¿ Então acompanhando!

O que é business intelligence?

Business Intelligence (BI) é um conjunto de técnicas que ingere dados de negócios e os apresenta em visualizações amigáveis, como relatórios, painéis, gráficos e tabelas.

As ferramentas de BI permitem que os usuários de negócios acessem diferentes tipos de dados, históricos e atuais, de terceiros e internos, bem como dados semi estruturados e dados não estruturados, como mídias sociais.

Dessa forma, é realizada uma análise dessas informações para obter insights sobre o desempenho do negócio.

As organizações podem usar os insights obtidos com business intelligence para melhorar as decisões de negócios, identificar problemas ou questões, identificar tendências de mercado e encontrar novas oportunidades de receita ou negócios.

Onde surgiu o business intelligence?

O termo business intelligence foi usado pela primeira vez em 1865 pelo autor Richard Millar Devens, quando citou um banqueiro que coletava informações sobre o mercado antes de seus concorrentes.

Em 1958, um cientista da computação da IBM, chamado Hans Peter Luhn, explorou o potencial do uso da tecnologia para reunir inteligência de negócios. Sua pesquisa ajudou a estabelecer métodos para criar algumas das primeiras plataformas de análise da IBM.

Nas décadas 60 e 70, os primeiros sistemas de gerenciamento de dados e sistemas de suporte à decisão (DSS) foram desenvolvidos para armazenar e organizar volumes crescentes de dados.

Muitos historiadores sugerem que a versão moderna do business intelligence evoluiu do banco de dados DSS. Uma variedade de ferramentas foi desenvolvida durante esse período, com o objetivo de acessar e organizar os dados de maneira mais simples. 

Já na década de 90, ela tornou-se cada vez mais popular, mas a tecnologia ainda era complexa. O desenvolvimento mais recente concentrou-se em aplicativos de BI de autoatendimento, permitindo que usuários não especialistas se beneficiem de seus próprios relatórios e análises.

As plataformas modernas baseadas em nuvem também ampliaram o alcance do BI em todas as regiões. Muitas soluções agora lidam com big data e incluem processamento em tempo real, permitindo processos de tomada de decisão com base em informações atualizadas.

Agora que já te explicamos o que é como surgiu o business intelligence, vamos mostrar como essa ferramenta funciona na prática. 

Como funciona o business intelligence?

As plataformas de business intelligence tradicionalmente dependem de armazenamento de dados para suas informações básicas, agregando-os de várias fontes de dados em um sistema central, para oferecer suporte a análises e relatórios de negócios

A partir daí, ele consulta o armazém e apresenta os resultados ao usuário na forma de relatórios, gráficos e mapas. E eles podem incluir um mecanismo de processamento analítico online (OLAP) para dar suporte a consultas multidimensionais. 

Por exemplo: Quais são as vendas para nossa região leste versus nossa região oeste este ano, em comparação com o ano passado? O OLAP fornece tecnologia poderosa para descoberta de dados, facilitando a inteligência de negócios, cálculos analíticos complexos e análises preditivas.

Algumas soluções de business intelligence mais recentes podem extrair e inserir dados brutos diretamente usando tecnologia como o Hadoop, mas os data warehouses ainda são a fonte de dados preferida em muitos casos.

Business intelligence

Seu processo, portanto, é divido em 3 etapas. Que são:

Coleta e organização de dados

Essa etapa consiste em estabelecer os dados que serão coletados e que ajudarão a aprimorar as informações, como: despesas, projetos elaborados, metas alcançadas, entre outros.

Para que os gestores possam interpretar melhor falhas nos orçamentos ou padrões de comportamentos, é preciso essa etapa para definir métricas e indicadores e, assim, criar relatórios a partir de perguntas, como: o que aconteceu? Quantas vezes? Como podemos mudar isso?

Análise e compartilhamento

É importante compartilhar as informações alcançadas a partir dessas etapas, para as áreas necessárias dentro da empresa. Dessa forma. Será possível dedicar nas melhorias ou soluções para resolver o problema

Compartilhamento

Na última etapa, compartilhe as informações obtidas para as respectivas áreas, para que se possa trabalhar em soluções e melhorias com o objetivo de resolver o problema apresentado. 

Por que o business intelligence é importante?

Business Intelligence é importante porque oferece às organizações a capacidade de fazer perguntas em linguagem simples e obter respostas que possam entender.

Em vez de usar as melhores suposições, eles podem basear as decisões no que seus dados de negócios estão dizendo a eles, seja relacionado à produção, cadeia de suprimentos, clientes ou tendências de mercado.

Por que as vendas estão caindo nesta região? Onde temos excesso de estoque? O que os clientes estão dizendo nas mídias sociais? O BI ajuda a responder a essas perguntas críticas.

Portanto, o business intelligence fornece insights passados ​​e atuais sobre os negócios. Isso é alcançado por meio de uma variedade de tecnologias e práticas, desde análises e relatórios até mineração de dados e análises preditivas.

Ao fornecer uma imagem precisa do negócio em um momento específico, o BI fornece a uma organização os meios para projetar uma estratégia de negócios com base em dados reais.

Benefícios de utilizar o business intelligence

As organizações se beneficiam do business intelligence quando podem avaliar totalmente as operações e processos, entender seus clientes, avaliar o mercado e impulsionar a melhoria. 

Isso porque ele fornece as ferramentas certas para agregar informações comerciais de qualquer lugar, analisá-las, descobrir padrões e encontrar soluções, apoiando o processo de tomada de decisão das seguintes maneiras. 

Veja mais benefícios: 

Oferece uma visão ampla de dados

Conectando-se a uma ampla variedade de diferentes sistemas de dados e conjuntos de dados, incluindo bancos de dados e planilhas, fornecendo uma análise profunda, ajudando os usuários a descobrir relacionamentos e padrões ocultos em seus dados.

Além disso, apresentando respostas em visualizações de dados informativas e atraentes, como relatórios, mapas, tabelas e gráficos.

Permite comparações em diferentes cenários

Fornecendo recursos de drill-down, drill-up e drill-through, permite que os usuários investiguem diferentes níveis de dados e em vários cenários.

Otimiza tarefas

Por meio de sistemas avançados de BI e análise, também podem integrar inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina, para automatizar e otimizar tarefas complexas.

Esses recursos aceleram ainda mais a capacidade das empresas de analisar seus dados e obter insights em um nível profundo.

Como o Business Intelligence pode ajudar sua empresa? 

Business intelligence

A inteligência de negócios ajuda as organizações a se tornarem empresas orientadas por dados, melhorar o desempenho e obter vantagem competitiva. Eles podem:

  • Melhore o ROI entendendo o negócio e alocando recursos de forma inteligente para atender aos objetivos estratégicos;
  • Desvende o comportamento, as preferências e as tendências do cliente e usa os insights para direcionar melhor os clientes em potencial ou adaptar os produtos às necessidades do mercado em constante mudança;
  • Monitore as operações de negócios e corrija ou faça melhorias continuamente, alimentadas por insights de dados;
  • Melhore o gerenciamento da cadeia de suprimentos monitorando a atividade em toda a linha e comunicando os resultados com parceiros e fornecedores;
  • Os varejistas, por exemplo, podem aumentar a economia de custos comparando desempenho e benchmarks entre lojas, canais e regiões;
  • Com a visibilidade do processo de sinistros, as seguradoras podem ver onde estão faltando metas de serviço e usar essas informações para melhorar os resultados.

Portanto, se você quer tornar seu negócio mais competitivo, invista no business intelligence, já que, a partir da reunião de dados e técnicas, sua empresa vai conseguir coletar e utilizar esses dados de forma estratégica.

Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.