Campanhas de geolocalização: conheça os prós e contras desta ativação

O marketing digital está sempre em desenvolvimento para ser cada vez mais assertivo. Nesse cenário, a geolocalização se tornou um meio interessante para segmentar ainda mais campanhas e entregar resultados para o público certo, na hora certa.

Esse tipo de campanha, conhecida como geomarketing, pode ser utilizado por vários mercados que procuram precisão na hora de investir. Mas mesmo que pareça a solução mais prática e certeira, a privacidade é uma questão que incomoda muitos usuários. 

Por isso, hoje falaremos sobre os dois lados: as vantagens e as desvantagens em utilizar a geolocalização no seu planejamento de marketing. Confira!

Geolocalização: por que utilizar?

Como já falamos, a principal vantagem do geomarketing é a possibilidade de entregar conteúdos relevantes para públicos específicos, que realmente tenham interesse no assunto. 

É também uma maneira de deixar claro para o usuário que o que ele precisa está próximo a ele. Dessa forma, a geolocalização pode ser útil tanto para o cliente, quanto para a empresa.

Tipos de geomarketing ou geolocalização

As campanhas de geolocalização dependem de duas coisas importantes: um smartphone com acesso à internet e um GPS ativado. Com esses dois pontos, as marcas terão informações como a localização atual ou os lugares que foram visitados recentemente. 

Mas existe mais de uma forma de fazer o geomarketing. Citaremos as principais a seguir!

Geotargeting

Essa é a maneira mais conhecida de geomarketing. Muitas campanhas já utilizam esse meio de geolocalização ao englobar apenas o público de um determinado país, estado, cidade ou bairro.

Várias plataformas, como o Google Ads ou o Facebook Ads já oferecem esse tipo de segmentação. 

Sites

Hoje em dia muitos sites pedem permissão do usuário para ter acesso à sua localização. É aquela notificação que aparece no canto superior esquerdo da tela, com a mensagem “esse site deseja saber a sua localização”. 

Nesses casos, é possível oferecer conteúdos personalizados de acordo com a região do usuário. Ou, em um e-commerce, ao saber a geolocalização de quem está acessando o site, a apresentação de produtos pode ser feita por meio da disponibilidade para determinado estado, cidade ou até mesmo bairro. Dinâmico, né?

Check-ins

Os check-ins são comuns principalmente no Facebook. É normal que esse recurso seja utilizado como um meio de troca.

Por exemplo, o usuário faz o check-in em um estabelecimento e ganha acesso ao wi-fi ou um desconto exclusivo

Para que seu estabelecimento passe a ter a opção de check-in, basta criar uma página no Facebook dentro da categoria de Negócios Locais.

Automaticamente o aplicativo já conseguirá identificar e disponibilizar essa opção aos usuários. 

Geotagging

O geotagging também é uma prática muito conhecida no Facebook e no Instagram. Sabe quando fazemos um post e marcamos o local onde estamos? É isso! 

Como se trata de uma ação que parte do usuário, é um bom meio de divulgação espontânea da sua marca.

Por isso, não perca tempo: crie um perfil no Facebook com o endereço correto do seu negócio e pronto!, sua empresa já poderá ser marcada por quem estiver no local.

Geofiltros

Outro exemplo de geolocalização são os geofiltros. Popularizados há anos com o Snapchat, a vantagem dessa técnica é conseguir identificar a localização do usuário pelo GPS no momento em que ela utiliza o filtro para tirar uma foto

Muito utilizados no Instagram, os geofiltros podem ser desenvolvidos até por marcas ou lojas, para divulgar o estabelecimento no dia a dia ou em algum evento especial. 

O outro lado da moeda: as desvantagens da geolocalização 

A privacidade e sensação de insegurança são algumas das principais desvantagens em torno do geomarketing.

Como são solicitadas muitas informações pessoais, incluindo dados como localização e endereços, alguns usuários não permitem que a geolocalização seja ativada.

Desse modo, as empresas que estão investindo não vão conseguir ter acesso aos dados

O consumidor em potencial também pode sentir-se invadido pela sugestão.

Contudo, as companhias que lidam com esses dados, como o Facebook e o Google, garantem que todas as informações são protegidas e apenas o geral – como nome e localização – são compartilhadas com outras agências.

E aí, decidiu se utilizar geolocalização vale a pena para o seu negócio?  

Caso sua empresa escolha usar essas técnicas, talvez seja preciso explicar ao usuário sobre a sua privacidade e segurança.

Outra estratégia que pode ajudar ao seu negócio a atingir os usuários de forma mais assertiva é o mapa de calor. Saiba mais em nosso blogpost:

A geolocalização permite que muitos objetivos sejam alcançados em uma campanha. Mas ela realmente vale a pena? Confira em nosso blog:

Lead Ads: o que é e como usar em sua estratégia?

Nós sabemos que, por mais atrativa que seja a CTA de um conteúdo, se o processo de conversão tiver muitas etapas, há chances de perder o usuário antes que ele se torne um lead. Pensando nisso, o Facebook criou uma grande sacada: o Facebook Lead Ads

Com o Lead Ads, foi criada uma nova maneira de atrair possíveis clientes, sem que haja a necessidade de redirecionar o usuário à uma landing page para finalizar a conversão.  

E com essas vantagens, é claro que a plataforma se tornou chamativa para quem quer investir de maneira certeira em mídia paga.

Por isso, o nosso assunto de hoje é esse! Vem com a gente conferir o que são esses anúncios e como você deve aplicá-los em sua estratégia de marketing!

Facebook Lead Ads: o que é? 

O trabalho de anúncios com mídia paga já existe há algum tempo. Mas o Facebook abriu duas portas muito valiosas: a primeira diz respeito ao tempo e a segunda está relacionada à qualificação dos leads

O Lead Ads tem a vantagem de ser extremamente dinâmico: ao clicar no anúncio, o usuário terá um formulário já preenchido com as informações públicas do Facebook, como nome e e-mail. 

Desse modo, a experiência é prática. Consiste em poucos cliques e não requer nem que o usuário deixe a página!

Outra moeda valiosa do Facebook são os algoritmos, que fazem com que o anúncio seja visto por pessoas que realmente tenham interesse no seu produto

O Lead Ads é certeiro e oferece uma ótima opção de investimento em redes sociais, com grande possibilidade de retorno. Mas não se esqueça que você também tem um grande papel na obtenção ou não de sucessos nessas campanhas. 

E é sobre isso que falaremos a seguir!

Aplique o Lead Ads corretamente em sua estratégia

Assim como em uma landing page, o Facebook permite que você edite os campos do formulário do anúncio. Mas se o objetivo é ser prático, o ideal é que apenas informações relevantes sejam solicitadas. 

Procure pedir só que for necessário para a sua estratégia. O nome e o e-mail do usuário são essenciais, mas você também pode editar um terceiro campo que realmente seja importante para sua equipe trabalhar. Pode ser o telefone ou, por exemplo, a profissão. 

O importante é que você seja objetivo e saiba como administrar os campos com sabedoria. 

Tenha uma integração com o CRM

Para qualificar os leads com maior precisão, o CRM (Customer Relationship Management) é a escolha certa. 

E a boa notícia é que ao colocar no ar uma campanha no Lead Ads, você poderá utilizar todas as informações coletadas no CRM e em outros sistemas

Dessa forma, é possível otimizar o seu funil de vendas e conseguir transformar leads em clientes com maior precisão.

Nunca se esqueça dos testes e das otimizações

Testar é fundamental para entender como o seu anúncio está performando no público selecionado para a campanha. 

No Lead Ads do Facebook, é permitido acompanhar de perto e em tempo real o andamento do anúncio. Assim, possíveis erros podem ser reparados com rapidez e otimizações necessárias podem ser feitas com maior agilidade. 

Também busque alternativas. Se o seu anúncio não performou tão bem, faça outra versão de texto e imagem para um teste A/B. Esse é um bom caminho para entender melhor o seu público. 

Outra ferramenta que pode ajudar a sua empresa a otimizar tempo, mensurar dados e gerar insights para a tomada de decisão é o Google Studio. Quer conhecer mais sobre a plataforma e aumentar seus resultados? Confira nosso blogpost.

Você já ouviu falar do Facebook Lead Ads? Entenda mais sobre essa categoria de anúncios e como é possível utilizá-la em sua estratégia:

Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.