Facebook para empresas: ainda vale o investimento?

O Facebook é a maior rede social do mundo. Com mais de 2,2 bilhões de usuários ativos mensalmente (127 milhões só no Brasil), a rede social criada por Mark Zuckerberg completou 15 anos em 2019 esbanjando números expressivos. Mas qual é a utilidade do Facebook para empresas?

Presente em mais de 92% das companhias, a plataforma ainda gera dúvidas, principalmente em negócios que estão a procura de um canal diversificado para investir. Afinal, investimento é coisa séria e precisamos sempre pensar nos retornos, né?

Por isso, neste post, vamos ajudar você a responder a questão: será que o Facebook vale a pena para todos os tipos de negócios? Confira! 

Pode ser utilizado por todas as empresas?

A presença digital de uma marca é importante e inquestionável. Mas é essencial que a empresa tenha objetivos de marketing digital bem claros para conseguir definir qual mídia social é a mais indicada.

Há claras diferenças entre o Facebook, o Instagram, o Twitter e o LinkedIn, por exemplo. Desse modo, antes de criar uma página em cada um deles, é fundamental traçar todas as metas que a empresa espera atingir

O Facebook possui uma grande quantidade de usuários, como falamos acima. Nenhuma outra rede social o alcança nesse sentido. Porém, as atualizações de algoritmos são pontos que precisam ser analisados com cuidado. 

Em 2018, a Folha de S. Paulo, um dos maiores jornais do país, optou por apagar a sua conta no Facebook. Isso aconteceu porque em uma das maiores atualizações de algoritmos, a plataforma escolheu dar maior visibilidade para posts patrocinados. Assim, as publicações normais, que antes atingiam uma parcela de usuários, passaram a perder espaço. 

Como um portal igual a Folha tende a não impulsionar grande parte dos seus posts, já que a maioria das publicações são notícias, o Facebook deixou de ser um local atrativo para eles. 

É claro que existem diferenças entre a Folha e uma empresa em si. Mas serve como exemplo para ilustrar que o Facebook pode não ser vantajoso para todos e deve ser incluído em um planejamento de marketing detalhado, para analisar as vantagens e as desvantagens do investimento!

Ainda vale a pena apostar no Facebook para empresas? 

Outra questão que põe em xeque a relevância atual do Facebook é a existência de outras mídias e outras maneiras de anunciar na internet

Além das redes sociais que já citamos, o Google, por meio do Adwords ou da utilização de métodos de SEO em conteúdos, também se apresenta como uma forma de criar anúncios e pode valer muito a pena, de acordo com o serviço que a empresa oferece e os interesses que estiverem em jogo. 

Entretanto, é preciso ter em mente que o Facebook continua sendo o segundo maior gerador de tráfego para outros sites, com 35,1%. E só fica atrás do próprio Google, que carrega 40,3% do total de tráfego orgânico. 

O Facebook para empresas é interessante para gerar tráfego. Mas será que vale a pena para todos os tipos de negócio? Confira!Assim, se o objetivo da empresa for produzir mais tráfego para o site, então o Facebook continua sendo uma boa opção.

Além disso, também é possível elaborar posts criativos e informativos, que consigam aproximar mais o seu negócio do usuário, podendo gerar maior valor à marca! 

Então, podemos concluir que o Facebook para empresas não está em baixa – muito pelo contrário. Por outro lado, a utilização ou não vai depender das metas de cada negócio que, repetimos, devem integrar um planejamento consistente. 

E aí, vai começar a utilizar o Facebook na sua empresa ou vai optar por outros caminhos? 

O Facebook para empresas é interessante para gerar tráfego. Mas será que vale a pena para todos os tipos de negócio? Confira!

Facebook para empresas: ainda vale o investimento?

O Facebook é a maior rede social do mundo. Com mais de 2,2 bilhões de usuários ativos mensalmente (127 milhões só no Brasil), a rede social criada por Mark Zuckerberg completou 15 anos em 2019 esbanjando números expressivos. Mas com a ascensão de outras redes, uma pergunta ainda persiste: continua relevante usar o Facebook para empresas?

Presente em mais de 92% das empresas, a plataforma ainda gera dúvidas, principalmente em negócios que estão a procura de um canal diversificado para investir. Afinal, investimento é coisa séria e precisamos sempre pensar nos retornos, né?

Por isso, neste post, vamos ajudar você a responder a questão: será que o Facebook vale a pena para todos os tipos de negócios? Confira! 

O Facebook pode ser utilizado por todos os segmentos?

A presença digital de uma marca é importante e inquestionável. Mas é essencial que a empresa tenha objetivos de marketing digital bem claros para conseguir definir qual mídia social é a mais indicada.

Há claras diferenças entre o Facebook, o Instagram, o Twitter e o LinkedIn, por exemplo. Desse modo, antes de criar uma página em cada um deles, é fundamental traçar todas as metas que a empresa espera atingir

O Facebook possui uma grande quantidade de usuários, como falamos acima. Nenhuma outra rede social o alcança nesse sentido. Porém, as atualizações de algoritmos são pontos que precisam ser analisados com cuidado. 

Em 2018, a Folha de S. Paulo, um dos maiores jornais do país, optou por apagar a sua conta no Facebook. Isso aconteceu porque em uma das maiores atualizações de algoritmos, a plataforma escolheu dar maior visibilidade para posts patrocinados. Assim, as publicações normais, que antes atingiam uma parcela de usuários, passaram a perder espaço. 

Como um portal igual a Folha tende a não impulsionar grande parte dos seus posts, já que a maioria das publicações são notícias, o Facebook deixou de ser um local atrativo para eles. 

É claro que existem diferenças entre a Folha e uma empresa em si. Mas serve como exemplo para ilustrar que o Facebook pode não ser vantajoso para todos e deve ser incluído em um planejamento de marketing detalhado, para analisar as vantagens e as desvantagens do investimento!

Ainda vale a pena apostar no Facebook para empresas? 

Outra questão que põe em xeque a relevância atual do Facebook é a existência de outras mídias e outras maneiras de anunciar na internet

Além das redes sociais que já citamos, o Google, por meio do Adwords ou da utilização de métodos de SEO em conteúdos, também se apresenta como uma forma de criar anúncios e pode valer muito a pena, de acordo com o serviço que a empresa oferece e os interesses que estiverem em jogo. 

Entretanto, é preciso ter em mente que o Facebook continua sendo o segundo maior gerador de tráfego para outros sites, com 35,1%. E só fica atrás do próprio Google, que carrega 40,3% do total de tráfego orgânico. 

Facebook para empresas

Assim, se o objetivo da empresa for produzir mais tráfego para o site, então o Facebook continua sendo uma boa opção. Além disso, também é possível elaborar posts criativos e informativos, que consigam aproximar mais o seu negócio do usuário, podendo gerar maior valor à marca! 

Então, podemos concluir que o Facebook para empresas não está em baixa – muito pelo contrário. Por outro lado, a utilização ou não vai depender das metas de cada negócio que, repetimos, devem integrar um planejamento consistente. 

E aí, vai começar a utilizar o Facebook na sua empresa ou vai optar por outros caminhos?

Como o novo algoritmo do Facebook influencia a sua empresa

O Facebook mudou?

Nestes últimos tempos, aconteceram nas estratégias de Marketing Digital muitas mudanças significativas. Tudo isso porque os dois maiores meios de divulgação na internet acabaram alterando seus algoritmos, de forma que a navegação nos respectivos sites se tornasse ainda mais atraente para os usuários. Estamos falando do novo algoritmo do Facebook e do Google.

A principal mudança feita no Google foi dar privilégio para aqueles sites que apresentam design responsivo, porém qual foi a mudança realizada no algoritmo do Facebook? Porque ocorreram essas mudanças e como isso vai afetar diretamente sua empresa? O que deve ser feito para que seu negócio continue tendo sucesso na rede social? Embora existam muitas dúvidas, estamos aqui para esclarecer todas elas.

Segundo Max Eulenstein e Lauren Scissors, gerente de produto e pesquisadora de experiência do usuário respectivamente, essa mudança aconteceu para que houvesse um balanço de conteúdos que os usuários recebem sobre seus amigos e pessoas públicas, organizações, empresas, etc.

Todo esse estreitamento em relação aos conteúdos, isso é, aquilo que cada usuário vê em seu feed de notícias, será customizado a partir de seus próprios interesses. Para que essa ideia fosse realizada, foram levadas em consideração três atualizações:

  1. Usuários com pouco conteúdo

Esta foi a primeira alteração. Ela foi pensada exclusivamente para oferecer uma melhor experiência para aquelas pessoas que não têm muito conteúdo para ser visualizado.

Anteriormente, a rede social tinha uma espécie de código que proibia repetição de conteúdo da mesma fonte consecutiva, porém, agora se o usuário estiver em seu feed e acabar todas os conteúdos e ele continuar navegando, essas repetições irão acontecer.

  1. Conteúdos de amigos próximos relevantes

Para que o feed de notícias não continuasse com aquela bagunça, mostrando tudo o que seus amigos curtiram ou comentaram, agora o Facebook vai dar privilegiar àqueles conteúdos dos amigos mais próximos, que você mantêm contato com mais frequência. Sem contar que se o usuário curtir e interagir com algumas dessas páginas, será possível também que essa informação seja vista por ele.

  1. Engajamento de amigos não terá mais alcance

A terceira e última mudança realizada foi o fato de que as publicações com comentários e curtidas de amigos sejam mostradas mais abaixo do feed de noticias da rede social, em alguns casos, elas podem nem aparecer.

Com isso, o feed agora irá dar um espaço bem maior para aquelas publicações feitas pelos amigos e páginas que eles curtiram, tornando assim as informações mais “limpas”.

Essas mudanças aconteceram pensando exclusivamente na experiência dos usuários ao acessarem a rede social, de maneira que agora sejam vistos apenas os conteúdos que forem de seu interesse, que todas eles apresentem um grau de importância e relevância para quem estiver acessando.

Porém, vale destacar que independentemente dessas alterações realizadas, o foco da empresa sempre será a experiência do usuário.

O que fazer para continuar obtendo sucesso com o novo algoritmo do Facebook?

Com a infinidade de conteúdos que são publicados e compartilhados todos os dias na rede social, o algoritmo do Facebook deve ser aprimorado de forma constante para que todas as informações necessárias cheguem com a maior qualidade possível ao feed de notícias do seguidor de sua fan page.

Com as mudanças, podemos destacar três fatores que farão toda a diferença na hora da execução de uma estratégia voltada à rede social:

Se a sua empresa ainda não conseguir se adaptar a essas novas ideias propostas pela rede, saiba que o engajamento para a conversa, a educação e a ajuda para seus fãs são o grande foco dessa mudança, e que isso fará com que todas essas formas de engajamento que foram citadas acabem se tornando mais evidentes e notáveis.
De certa forma, com o novo algoritmo do Facebook, os usuários terão um certo controle sobre o que aparecerá em seu feed de notícias, já que tudo dependerá das pessoas com quem ele tem mais contatos e de seus gostos pessoais.

Tendo isso em mente, é fácil adaptar a página de sua empresa para essas mudanças. Quanto mais conseguir fazer com que seus seguidores interajam com seu negócio no Facebook, mais notável ele se tornará.

O novo algoritmo do Facebook mudou a forma como os usuários recebem os conteúdos. Conheça as mudanças e sua influencia em sua empresa:

Facebook gera mais tráfego para os sites que Google

Quem vence esta batalha: Facebook ou Google?

Segundo a Parse.ly, plataforma de analytics para conteúdo, o Facebook superou o Google em tráfego de referência por 3 pontos percentuais. Ou seja, o Facebook envia mais tráfego para os sites monitorados pela Parse.ly do que o Google.

Não é a primeira vez que isso acontece. Em outubro de 2014, o Facebook alcançou pela primeira vez essa façanha, ficando “pau-a-pau” com o Google na geração de tráfego para a rede monitorada pelo Parse.ly.

Rede de sites monitorados pelo Parse.ly

O Parse.ly monitora o tráfego de grandes portais americanos e, no relatório emitido, eles avaliaram dados de mais de 400 clientes desses portais e sites. Alguns exemplos são a Fox News, Telegraph Media Group, Mashable, Business Insider, Condé Nast, The Atlantic e Reuters.

O Parse.ly afirma que seus clientes tiveram mais de 6 bilhões de page views por mês e um bilhão de visitantes únicos no mesmo período. Sendo assim, eles consideram a amostra de dados excelente para validar o resultado.

A pergunta agora é: será que o Facebook irá superar definitivamente o Google?

Esse tipo de previsão é muito difícil de ser feita. Os dois gigantes lutam constantemente para manter o usuário dentro de seus próprios domínios. O Google lança atualizações cada vez melhores para a busca. A rede social, por sua vez, não para de incrementar suas ferramentas.

A grande conclusão até esse momento é: nenhuma empresa pode ficar de fora dessas duas plataformas se deseja gerar tráfego para seu site. Seja com um bom SEO ou AdWords que aumentam a relevância nas pesquisas do Google – seja com gestão de Fanpage, impulsionamentos e campanhas de Facebook Ads que garantem forte presença na plataforma.
De acordo com a pesquisa feita pela Parse.ly, o Facebook pode gerar mais tráfego para sites do que o Google. Confira o resultado completo:
Conheça os serviços da Layer Up:

Gestão de redes sociais

É fundamental estar presente nas redes sociais, relacionando-se com seus consumidores, para que eles se lembrem de você sempre que precisarem de seus serviços ou produtos.

Produção de conteúdo

Sua empresa irá ganhar visibilidade e legitimidade, tornando-se referência para seu público e alcançando mais clientes. Focamos na otimização para motores de busca (SEO).

Publicidade online

Anuncie no Google, Facebook, LinkedIn e alcance milhares de potenciais clientes!

De acordo com a pesquisa feita pela Parse.ly, o Facebook pode gerar mais tráfego para sites do que o Google. Confira o resultado completo:

Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.