Downsell: aprenda a vender mais com essa estratégia

Você sabe como resgatar a atenção do cliente quando a  proposta inicial não é tão atrativa? Bom, esse é caso do método de downsell, considerado como “a última esperança” para tentar reconquistar aquele potencial consumidor.

Atualmente existem diversas estratégias para o setor de marketing e vendas e, muitas delas, são até mesmo personalizadas para atender todas as necessidades da empresa e do cliente. 

Mas sabemos também que nem sempre elas são perfeitas. Por isso, se você quer descobrir como “recalcular a rota” e transformar o seu lead em receita, continue por aqui!

 

O que é a estratégia downsell?

O downsell é uma estratégia utilizada como contraproposta para o cliente não desistir do produto e/ou serviço oferecido pela empresa. 

Isso pode servir para os casos em que você acabou de prospectar o lead ou quando ele já era um cliente fidelizado, mas que por algum motivo optou por interromper a parceria. 

No segundo caso, ao invés apenas reconquistá-lo com alguma promoção, você pode tentar reconstruir a parceria, entender as novas necessidades e oferecer uma solução segundo as informações coletadas


Qual a diferença do downsell para o upsell e cross-sell?

Algumas pessoas ainda confundem downsell com as estratégias de upsell e cross-sell porque são bem parecidas. 

Entenda que no método de upsell o foco está em oferecer ao consumidor um upgrade do produto e/ou serviço já consumido. Ou seja, ele já é cliente e estenderá a parceria.

Já no caso do cross-sell, a ideia é oferecer um produto que complemente o que ele já consumiu ou utiliza, gerando fidelização e aumentando a receita

 

Quais os benefícios para o setor de vendas?

O primeiro benefício e característica observada na estratégia de downsell é que os clientes acabam se aproximando mais da empresa, por entender que ela se importa com as dores e necessidades dele. 

Imagine que ele já consumia o serviço e/ou produto e por algum motivo precisou fazer corte de custos. Ao se deparar com uma contraproposta que o ajude nessa situação, ele pode se sentir fidelizado pela marca.

Consequentemente, se você mantém uma relação fidelizada com o cliente, naturalmente aumenta o faturamento da empresa, o ticket médio e o ROI.

 

Downsell: quando e como utilizar essa estratégia?

Após entender melhor o que é downsell, quais as diferenças das estratégias de upsell e cross-sell e os benefícios, confira também o passo a passo de quando e como colocar em prática! 

 

O cliente como prioridade

O objetivo da estratégia é reconquistar o cliente de alguma forma. Então, compreenda a importância de colocar o seu atual ou potencial consumidor como prioridade e analisar todas as dores dele

Procure entender o que a sua empresa precisa melhorar e como trazer uma versão de produto ou serviço que realmente atenda as necessidades dele.

 

Capacite o seu time de vendas

Procure trazer recursos, cursos ou treinamentos para aperfeiçoar o seu time de vendas.

Seja na comunicação ou abordagem comercial, prepare a sua equipe para oferecer exatamente o que o seu cliente ou lead precisa.

 

Seja a solução para os seus clientes

Cada vez se faz mais necessário estar antenado à concorrência, principalmente quando falamos sobre estratégia de vendas.

Por isso, compreenda exatamente o que o seu cliente precisa e procure ser a solução que ele precisa no mercado.

 

Tenha feeling para o downsell

Apesar de o downsell ser uma estratégia extremamente eficaz, ele precisa ser utilizado no momento certo para ser efetivo.

Observe quais as necessidades do seu cliente e entenda a hora de entrar em cena com as ferramentas certas para reconquistar ele.

 

O que achou dessas dicas? Confira mais insights valiosos para impulsionar as vendas do seu negócio!

 

Cliente oculto

Os segredos por trás de uma boa newsletter

Considerado um dos formatos mais comuns de e-mail marketing, a newsletter é caracterizada como um dos primeiros contatos que uma empresa faz com seus leads de forma leve e eficiente.

Muito além de um canal para engajar seus clientes, a newsletter é um poderoso passo para conquistar e fidelizar o público. Ela é capaz de reforçar a autoridade da marca e impulsionar os leitores para outros canais e materiais da empresa.

Na maioria das vezes, elas são encaminhadas para a base de contato de forma recorrente — uma ou duas vezes por semana — e oferecem uma série de conteúdos, muitos deles gratuitos.

No entanto, para atingir os leads em todos os estágios do funil de vendas, é necessário criar newsletters que fujam do óbvio, com um copy eficiente, design atrativo e, não menos importante, materiais gratuitos e interessantes. 

Neste conteúdo, vamos apresentar como criar uma boa newsletter e quais fatores devem ser levados em consideração. Para ter insights valiosos, continue acompanhando. 

 

O que é uma newsletter?

Podemos definir a newsletter como um e-mail disparado com determinada frequência com o objetivo de fortalecer o relacionamento de uma empresa ou marca com seus leitores e potenciais leads.

Um grande benefício da newsletter é que ela permite o envio de diferentes tipos de conteúdo, o que possibilita o desenvolvimento eficiente da estratégia de e-mail marketing. A newsletter ainda serve para encorpar a sua estratégia de Inbound Marketing

Vale lembrar que, apesar de ser uma importante maneira de gerar lucros, a newsletter deve, sobretudo, focar em ajudar e informar seus leitores, fazendo um trabalho de marketing de relacionamento eficiente.

 

Como criar uma newsletter?

Embora desenvolver uma newsletter não seja tão difícil, é necessário seguir algumas etapas a fim de selecionar os melhores materiais e criar o melhor copywriting para engajar sua base de leitores. Confira:

 

Defina seus objetivos e metas

Para mensurar a efetividade da sua estratégia de Inbound Marketing, é necessário determinar seus objetivos.

Assim, verifique se a sua meta é aumentar a conversão de leads, promover eventos ou aumentar os acessos às redes sociais e site da sua empresa.

Vale também definir a frequência de envio dos e-mails. Constância deve ser prioridade, então leve seu público-alvo em consideração e estabeleça uma quantidade de e-mails relevante.

Não se esqueça de observar o contato do seu público. Se ele está em constante comunicação com a sua marca, por que não aumentar a frequência de e-mails?

 

Ferramentas automatizadas 

Para não cair no spam e criar uma newsletter personalizada e atrativa, opte por uma ferramenta de automação de e-mails

Na Layer Up utilizamos a RD Station, a maior plataforma de marketing e vendas da América Latina, que dispõe de diversas opções de automação. 

Por meio dela é possível organizar suas listas de contato, nutrir leads, analisar e mensurar resultados, assim como realizar a integração do e-mail marketing à gestão de redes sociais, landing pages e thank you page, entre outros.

 

Design é tudo!

Na hora de elaborar a sua newsletter, é essencial desenvolver o key visual e um esquema de cores que esteja de acordo com sua marca ou empresa. Vale lembrar que, quando se trata do design, menos é mais. Por isso, utilize poucas, mas relevantes informações.

 

Defina seu conteúdo 

O segredo para uma boa newsletter é realizar uma boa curadoria de conteúdo. Por isso, faça uma boa seleção de temas que sejam interessantes para seu público-alvo. 

É interessante observar o que seus concorrentes têm feito e se inspirar. Além disso, busque divulgar:

Cada um dos materiais deve apresentar a famosa CTA, ou call to action, chamativa e um link que encaminha os usuários para o material que está sendo ofertado.

Não se esqueça que a newsletter é um espaço para conteúdos educativos, por isso foque em desenvolver um relacionamento e não apenas autopromover o seu negócio.

 

Assunto

Responsável por captar a atenção do leitor, o assunto deve ter como prioridade a criatividade. Ele precisa ser algo chamativo, mas não muito longo. 

Assim, seja claro e objetivo na sua proposta. Afinal, o assunto é como a porta de entrada de um e-mail. Se ele for atrativo, logo sua taxa de abertura será maior.

 

Responda seus assinantes 

Para criar um relacionamento forte com seus seguidores, é importante que haja uma troca. Por isso, nunca deixe um contato sem resposta. 

 

Analise o resultados 

Com o objetivo de que sua empresa consiga criar estratégias de relacionamento e conteúdos ainda mais atrativos para os próximos meses, não se esqueça de mensurar os resultados das newsletters.

Por isso, fique atento às seguintes métricas:

Nessa etapa também é importante identificar se sua estratégia precisa de alguma melhoria. 

Durante esse processo, vale a pena criar um teste A/B para averiguar quais são os elementos da newsletter que trazem os melhores resultados. Além, é claro, de possibilitar a criação de e-mails mais alinhados às necessidades dos seus leads. 

 

Como criar uma newsletter criativa e interessante

Criar uma boa newsletter dependerá da maneira como você apresenta os diferenciais e conteúdos da sua empresa.

Muito além de estruturar esse tipo de e-mail de forma eficiente de acordo com suas personas, é importante selecionar conteúdos que chamem a atenção. Então, por que não trazer novidades ou referências de notícias atuais? 

Na Layer Up, por exemplo, optamos por utilizar referências de conteúdos do universo geek, ligando elas ao mercado do marketing, vendas e inovação. 

Já trouxemos referências à trilogia Matrix, Harry Potter, Senhor dos Anéis, Stranger Things, super-heróis, entre diversos outros. Além disso, aproveitamos para citar datas comemorativas, como o dia de Star Wars em 4 de maio, que celebra uma das maiores franquias de ficção científica do cinema. 

Outro ponto de atenção é conectar a introdução da newsletter aos conteúdos que vamos divulgar. Na maioria das vezes, buscamos divulgar materiais que tenham alguma conexão. Se estamos falando sobre o desalinhamento entre as equipes de marketing e vendas, por exemplo, por que não divulgar nossa planilha de gestão comercial

Em outros momentos, se abordamos a questão de ser mutável ao mercado para conseguir conquistar novos consumidores e reter os atuais, optamos por divulgar o material “Entregue o que não foi combinando”, que fala justamente sobre surpreender o cliente de maneira positiva. 

Muita além de tornar os conteúdos mais interessantes, essas referências trazem um retorno muito positivo de nossos leitores, promovendo uma comunicação mais próxima e criando um relacionamento mais duradouro. 

Claro que, apesar do copy ser um dos principais atrativos de um e-mail marketing, é importante entender o que seu público deseja saber. Não adianta abordar o universo geek se seus leitores não se interessam por ele. 

Em razão disso, busque estudar quem são as pessoas que assinam sua newsletter, quais assuntos interessam elas e quais não geram interesse. 

Muito além de ser uma análise para escolher o melhor tema para sua newsletter, essa também é uma boa estratégia para definir qual tom da comunicação conversa melhor com seu público. 

Além disso, não se esqueça de fazer aquele checklist básico antes de enviar a newsletter. Assim, após o planejamento e estruturação, verifique quais são os melhores horários para disparar o e-mails marketing, verifique o conteúdo, o design, crie a segmentação sugerida no planejamento e, por último, mas não menos importante, analise os resultados, como já citamos anteriormente. 

Agora é o momento de soltar a criatividade e fortalecer a comunicação com seus leitores, estreitando laços, otimizando as vendas e aumentando a taxa de leads convertidos.

Newsletter

Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.