Tráfego pago ou tráfego orgânico: tudo que você precisa saber para fazer a melhor escolha

Apesar de serem utilizados todos os dias, muitas pessoas ainda não estão familiarizadas com os conceitos de tráfego pago, tráfego orgânico ou até mesmo tráfego online. Decidir entre os tipos de tráfego não é tão simples à primeira vista e com certeza não é com uma fórmula pronta que você chegará na resposta.

Se você trabalha com marketing digital, pelo menos uma vez na vida já deve ter se deparado com essa dúvida. Mas essa tarefa também não precisa ser uma dor de cabeça. Uma vez que você entende suas prioridades e o público que quer atingir, é mais fácil entender também qual é o tipo de tráfego online certo para você.

Por isso, neste artigo vamos te explicar todos os detalhes do tráfego pago e do tráfego orgânico, desde o conceito até a execução, para que não restem dúvidas na hora de escolher. Continue com a gente e boa leitura!

O que é tráfego online?

Antes de falarmos sobre os prós e contras de cada tipo de tráfego online, primeiro é preciso entender o que significa esse termo.

Vamos pensar em uma situação fora do ambiente digital: é véspera de feriado e você decidiu passar o final de semana na praia. Sabe o trânsito que você pega na ida? Isso é um tipo de tráfego, certo? Vamos supor que você esteja indo para uma praia específica, parte de uma longa faixa litorânea com várias cidades e praias. De todos os carros que estão descendo com você, apenas alguns vão para o mesmo lugar; os outros vão se dividir entre os outros destinos no mesmo caminho. 

Quando falamos de tráfego online, é como se a sua presença na internet, seu local online, fosse uma dessas praias. Muitas pessoas estão transitando por ela e também por todas as outras opções similares, todos os dias. O caminho que elas fazem até você é chamado de tráfego e ele pode ser pago ou orgânico.

Então, basicamente podemos definir o tráfego online como todas as visitas que você recebe no seu site, blog, e-commerce, redes sociais, etc. Com isso em mente, vamos falar sobre os diferentes tipos de tráfego.

Leia também:

Tráfego pago

No tráfego pago há o que chamamos de investimento físico. Ou seja, como o próprio nome já diz, é preciso investir dinheiro para que seu local online apareça nos primeiros resultados de um buscador.

Partindo da mesma analogia da praia, com o tráfego pago é como se você construísse um atalho na rodovia, identificado por uma placa bem chamativa, para que as pessoas cheguem mais rápido ao seu destino e de forma mais assertiva. 

Principais características do tráfego pago

Por ser um tipo de anúncio, o tráfego pago tem algumas particularidades. A primeira delas é a relação alcance + segmentação. Nas plataformas onde é possível investir em tráfego pago, para configurar um anúncio é preciso traçar o perfil do público desejado, com dados demográficos, sociais e culturais.

Dessa forma, a própria plataforma faz o trabalho de direcionar seu site, e-commerce ou rede social exatamente para as pessoas que se encaixam na descrição que você forneceu. Assim, o público já chega mais segmentado e qualificado

Além disso, os resultados acabam sendo mais rápidos e assertivos, já que as pessoas que chegaram até ali realmente têm maior probabilidade de querer o que você está oferecendo, seja um produto, um serviço, uma informação ou uma experiência.

tráfego pago

No entanto, é importante ter em mente que, ao mesmo passo que o tráfego pago traz resultados imediatos, a durabilidade dele tende a ser mais curta, necessitando de manutenção (mais investimento) ou atualização (novos anúncios) constantes.  

Por esse motivo também, o tráfego pago se torna uma ótima opção na fase de consolidação da presença online de negócios e empresas. Visto que ele gera conversão quase que imediata, com o tráfego pago é possível crescer na categoria e se tornar conhecido no mercado em pouco tempo e muitos cliques.

Meios e plataformas

Hoje, existem muitas plataformas no mercado onde é possível investir em tráfego pago. Cada uma delas tem um foco diferente e detém um público específico. Por isso, é importante analisar bem antes de escolher:

tráfego pago

Além da plataforma, uma das decisões mais importantes a ser tomada é a forma de pagamento. Existem duas opções principais, o CPC e o CPM.

Enquanto o CPM significa custo por mil e é pago a cada 1.000 impressões do seu anúncio, o CPC significa custo por clique e é pago somente quando ocorre um clique no seu anúncio.

Assim como nas outras escolhas, não existe certo ou errado, mas sim, o que se encaixa melhor nos seus objetivos de negócio. 

Tráfego orgânico

Enquanto o tráfego pago é resultado dos conteúdos em que você investe dinheiro, o tráfego orgânico é um resultado dos conteúdos em que você investe tempo e dedicação para que, mesmo sem nenhum tipo de impulsionamento físico, seu público-alvo também chegue até você.

Quando falamos em tráfego orgânico, estamos necessariamente falando de um esforço a mais na hora de produzir e divulgar conteúdos para receber as visitas, já que, sem o investimento, seu conteúdo automaticamente vai ficar atrás dos primeiros resultados — os anúncios — em buscadores como o Google.

Segundo dados do Search Engine Land 2018, 90% dos usuários clicam apenas nos primeiros links que aparecem nos resultados. Quer uma prova prática? Quantas vezes você avançou para a página 2 do buscador? Provavelmente não foram muitas. Por isso, é primordial que seu conteúdo esteja bem formulado para competir pela melhor posição.

Principais características do tráfego orgânico

Como você já entendeu, é preciso muita habilidade para produzir um conteúdo que consiga se destacar e receber visitas, mesmo sem nenhum dinheiro investido. Dessa forma, o conteúdo tende a ficar mais completo e assim, apresentar algumas vantagens que devem ser levadas em consideração.  

tráfego pago

Se a vantagem dos anúncios é aparecer por primeiro nas buscas, a desvantagem é justamente ser um anúncio. Muitas pessoas evitam clicar em anúncios pressupondo que esses sites vão tentar vender alguma coisa. Assim, muitos cliques acabam sendo direcionados exatamente para os resultados orgânicos. É nesse momento que seu conteúdo se torna relevante e pode trazer mais tráfego para seu site que um conteúdo pago. 

Além disso, ao contrário dos resultados imediatos do tráfego pago, no tráfego orgânico pode demorar um pouquinho até que você consiga a audiência que busca, mas, quando ela vier, será mais duradoura e qualificada, já que as pessoas realmente buscaram por você. 

Isso não somente cria um vínculo entre você e seu público, com grande potencial de se tornar um relacionamento positivo que levará para a conversão, como também não tem prazo de validade, podendo durar o tempo que for, se devidamente atualizado. 

Por último, mas não menos importante, uma das maiores vantagens do tráfego orgânico é o custo-benefício, claro, já que você não investe nenhum dinheiro, mas pode ter um retorno significativo.

Boas práticas nunca são demais

Não é só o conteúdo que determina a performance de um conteúdo na busca orgânica. Sabe aquele site lento, que não abre direito? Pois bem, ele já perde pontos com os motores de pesquisa, que detectam esse problema na página e a direcionam para colocações inferiores.

Se, junto a isso, o site também não tiver uma boa usabilidade, um conteúdo interessante, intuitivo e com boa leitura, ele pode despencar de vez nas posições.

Assim, algumas boas práticas são essenciais para melhorar o ranqueamento e conseguir o tão esperado tráfego orgânico.

tráfego pago

Seguindo algumas diretrizes e colocando o foco do conteúdo nas dores e  necessidades do seu público, o tráfego orgânico virá como uma consequência natural aos seus esforços.

Qual dos dois é melhor?

Antes de se perguntar qual é o melhor tipo de tráfego — pago ou orgânico — é importante entender que ambos são importantes e podem ser até complementares para sua estratégia digital. 

Como vimos, ambos têm vantagens e desvantagens e cada um deles é específico para um momento da marca, um propósito. Mas isso não extingue a possibilidade de, inclusive, serem alcançados ao mesmo tempo. A estratégia principal na hora de decidir é conhecer seu público a fundo.

Para que fique mais fácil entender qual deve ser o seu foco, trouxemos algumas questões para reflexão:

Qual é o seu objetivo?

O que você espera da campanha que está lançando? Conversão, tráfego, vendas? Antes de qualquer outra coisa, você precisa ter um plano de ação concreto e objetivos bem claros. Assim fica mais fácil traçar o restante.

Qual público deseja atingir?

Um público novo? Um público que já está na sua base, mas precisa ser lembrado da sua marca? Dentro dessa questão também vale pensar como eles buscam pela sua empresa no Google e, principalmente, como você deseja ser encontrado por eles. Tudo isso ajuda a construir suas próximas ações.

Quem são seus concorrentes nesta busca? 

São concorrentes diretos ou seu negócio não tem precedentes? Como você pode se diferenciar e se destacar deles na hora de divulgar sua marca? E o mais importante: como você quer que seu público te reconheça em meio a eles?

Qual é o momento que seu negócio vive? Seu objetivo é outro ponto importante, que você deve ter sempre bem claro.

Essa questão tem muito a ver com seus objetivos, mas também com a capacidade da sua empresa. O que você pode realizar agora? É viável investir dinheiro nos seus conteúdos? Seu site ou rede social já está pronto para isso? 

Lembre-se que seções bem definidas, um menu organizado, informações com perguntas frequentes, contato, etc. são essenciais, caso contrário, os usuários não ficarão. Por outro lado, é possível investir tempo para produzir um marketing de conteúdo completo? Analise com sinceridade o momento que seu negócio vive hoje e desenvolva uma estratégia que esteja de acordo com isso. 

Saiba mais:

Hoje, o usuário está acostumado a encontrar rapidamente o que procura. É preciso preparar o conteúdo da melhor forma para prender sua atenção e garantir sua permanência, tenha ele vindo por meio de um tráfego pago ou orgânico.

Lembre-se de que tanto tráfego orgânico ou tráfego pago são muito importantes e que tudo vai depender dos seus objetivos, seu orçamento, seu público, o momento que sua empresa vive e diversos outros fatores que precisam ser considerados. 

Não se preocupe em apressar as coisas e dedique tempo para construir uma estratégia digital que te leve exatamente onde você quer chegar. Se precisar de ajuda nesse processo, temos soluções que vão colocar você no rumo certo.

Ajudamos nossos clientes a encantar e vender mais com aumento de tráfego no seu site!

tráfego pago

Google Adwords x Facebook Ads: quem vence essa disputa?

O duelo entre Google Adwords x Facebook Ads

Hoje em dia, uma grande dúvida na cabeça de quem trabalha com mídia social é: qual é o melhor lugar para publicar e compartilhar os anúncios da empresa? As duas ferramentas mais utilizadas para esse tipo de serviço são o Facebook Ads e o Google Adwords. Porém, qual deles é o melhor? Quais suas semelhanças e diferenças? Quem é que vence essa disputa?
É notável como a publicidade vem dando largos passos nesses últimos anos, quando a grande premissa é o foco e a flexibilidade, sendo eles as principais vantagens que os profissionais da área podem obter neste meio tão concorrido. Não é novidade para ninguém que a internet é capaz de fazer com que a comunicação e a relação entre empresa-cliente cresçam e se firmem cada vez mais. Um dos meios que fortalece esse laço é veicular publicações, fator que gera dúvida para muita gente.
Se você conversar com muitos profissionais de Marketing e Publicidade, poderá perceber que o Google Adwords ganha facilmente em números de preferências em relação à outra plataforma, talvez por já ser bastante antiga no ramo. Porém, isso não quer dizer que o Google Adwords seja melhor. Assim, a dúvida continua: Google Adwords x Facebook Ads? Ambos possuem suas qualidades próprias, e vamos identificar cada uma delas para vocês.

Google Adwords

Com ela, é possível divulgar qualquer tipo de anúncio levando em consideração duas redes: a de display e a de pesquisa. A primeira delas é composta por todos os portais que fazem parte de afiliação da Google, com a qual você pode exibir seus anúncios da maneira que preferir. Já nas redes, o anúncio ocorre dentro do próprio site da Google, e todos eles são em formato de texto.
Para que haja resultados positivos, as estratégias do uso de palavras-chave e termos pesquisados são bastante utilizadas, e influenciam diretamente na maneira que os anúncios aparecerão e a posição no ranking de pesquisa. Nas redes de display, é necessário relacionar os anúncios exibidos com os tipos de sites corretos para aparecer tal publicação.

Facebook Ads

O Ads permite que os anúncios tenham fotos, títulos e textos, possibilitando uma liberdade maior para a criação desses anúncios. Os anúncios, unicamente, permitem que você divulgue a fan page da sua empresa ou o site da mesma. Toda a divulgação serve para alavancar suas postagens e conteúdos compartilhados.
A segmentação é o grande diferencial que o Facebook Ads oferece para os profissionais e que o destaca na disputa Google Adwords x Facebook Ads. É possível segmentar por meio de idade, sexo, estado, profissão e, até mesmo, interesses pessoais, o que faz com que o anúncio seja compartilhado exatamente com o público-alvo, acertando sempre sua audiência.
Quando for anunciar, não existe uma fórmula exata para fazer suas escolhas. É preciso avaliar bem os objetivos de sua empresa, qual é o seu publico-alvo e como pretende chegar ao seus clientes por meio da campanha. É perda de investimento fazer a campanha e ir naquela mais viável, ou então na mais comentada.
Se o foco de sua campanha for, por exemplo, engajar seu publico e fidelizar clientes, o Facebook Ads é a melhor opção. Por ser uma rede social, a grande diferença está aí, toda a sua audiência se concentra ali. Porém, se o seu foco for impulsionar vendas de produtos e serviços oferecidos pela sua empresa, garantir uma melhor construção da marca e assuntos relacionados a isso, a mais quem ganha a batalha Google Adwords x Facebook Ads é o primeiro.
Conclusão
Em resumo, podemos dizer que as duas ferramentas são de grande importância na hora de fazer seus anúncios:
Google Adwords x Facebook Ads

Com essas informações, já é possível definir melhor qual das ferramentas utilizar para as campanhas de sua empresa. Na disputa Google Adwords x Facebook Ads, enquanto uma foca no relacionamento, a outra tem como objetivo maior aumentar o número de vendas. Cada uma delas atende às necessidades e podem trabalhar juntas, não precisando, necessariamente, utilziar somente uma e deixar a outra de lado.
Anuncie no Google, Facebook, e alcance milhares de potenciais clientes!
Se tiver alguma dúvida na hora de colocar em prática alguma ação, fale com a gente, somos especialistas e iremos adorar te ajudar. Vamos marcar um café?


Publicidade online – 5 passos para criar uma campanha de sucesso

Você sabe criar campanhas online?

Não é novidade que estar presente na mídia social é um fator mais do que importante para sua empresa. Podemos basear essa afirmação em diversas estatísticas que comprovam sua veracidade.

Porém, antes de gastar energia e dinheiro para realizar uma campanha de publicidade online (independentemente da plataforma utilizada), é necessário ter todo um planejamento para que seu esforço não seja perdido com maus resultados.

Antes de todo o processo, é preciso ter em mente que, do mesmo jeito que os usuários chegarão até você, você também vai precisar chegar até eles. Uma boa dica para fazer isso é frequentar sites e páginas das empresas concorrentes que já têm uma base de fãs consolidada, até porque não vai conseguir bons clientes por meio daquelas plataformas caóticas em que nada é feito para atrair novas pessoas.

Após encontrar esse cliente, dê um jeito dele saber da existência de sua empresa, deixe uma mensagem o convidando a visitar a página, faça algum tipo de desconto especial, enfim, aí já fica a seu critério.

Após ter em mente os fatores citados acima, você será capaz de conseguir assimilar todos os passos que falaremos logo a seguir e mesclá-los a uma campanha para que ela saia assertiva. Confira:

  1. Segmente seu mercado

Não basta criar campanhas se baseando apenas nos clientes que conseguiu atrair. É preciso ter um conhecimento bastante específico antes de realizar qualquer campanha de publicidade online.

O relacionamento com os usuários e o alcance são facilitados quando já existe uma noção do que o mercado espera de sua empresa. Digo, o mercado em que seu negócio está inserido.

Mostre para seus seguidores que, além de conhecer o assunto a ser compartilhado pela campanha, sua empresa também busca sempre mais.

Uma forma de fazer isso é publicar links ou notícias relacionadas ao seu segmento para que isso agregue maior valor para sua marca e para aquilo que está anunciando.

  1. Invista

O seu cliente potencial precisa sentir segurança para adquirir aquilo que é anunciado por meio da campanha de publicidade online.

Um bom jeito de fazer isso é estimular que essa campanha chegue até ele. Você não vai conseguir fazer isso de forma orgânica – aliás, pode até conseguir, mas tenha a certeza de que não será tão bem visto ou então não passará tanta credibilidade.

A partir do momento em que você investe em uma campanha, ela passa a ser muito mais visualizada e também aceita. Tudo isso porque seus seguidores vão ver que sua empresa investiu naquilo, ou seja, é algo tão importante que seu negócio não poupou esforços para deixá-los em contato com aquela divulgação. 

  1. Baseie seus passos em fatos

Sempre que possível – de preferência em toda campanha a ser realizada – dê importância e destaque a fatos ou números que falem sobre sua empresa.

Isso ajuda a construir a credibilidade e segurança daquele anúncio, pegando carona no passo anterior.
Pode dar um certo trabalho e ser cansativo, mas quando vir os resultados, terá a certeza de que tudo o que foi feito não foi em vão.

Relate momentos marcantes, mostre gráficos, tabelas, métricas, enfim, tudo aquilo que seus seguidores vão ver e confiar. Pois, como diz um antigo ditado, contra fatos não há argumentos, e para uma campanha virtual não é diferente.

Montar uma campanha de publicidade online de sucesso exige muito planejamento, mas nós te damos todas as dicas em nosso blog. Confira:

  1. Deixe seu seguidor ter contato com o que está sendo anunciado

Não basta apenas anunciar, é preciso fazer com que seus seguidores tenham contato com o que está sendo anunciado para terem a certeza de que realmente existe veracidade naquilo que foi dito por sua empresa.

Uma ótima maneira de fazer isso é dar algum tipo de vantagem para aqueles que se interessarem no produto/serviço anunciado, mesmo que para isso precisem preencher um pequeno cadastro com e-mail.

Assim, sua empresa encontrará uma brecha simples e eficaz quando for realizar o lançamento do e-mail marketing.

Faça seu cliente experimentar o que foi anunciado, ele precisa ter a certeza de que o produto/serviço oferecido é bom. Cuidado para não cometer erros que comprometam o sucesso de sua campanha.

  1. Entregue realmente aquilo que foi anunciado

Servindo perfeitamente como complemento do passo anterior, é de grande importância oferecer ao cliente aquilo que foi proposto.

De nada adianta propaganda enganosa. Seu seguidor precisa receber exatamente aquilo que foi anunciado, ou então tudo aquilo que levou tempo para construir pode ser prejudicado com uma única crítica.

Como perceberam, tudo envolvendo o Marketing Digital precisa ser analisado e passar por diversas técnicas específicas para que não haja erros.

Toda campanha de publicidade online que for realizada deve passar por todos esses procedimentos, lembre-se disso.
Pode parecer um bicho de 7 cabeças, mas tudo o que você precisa é de planejamento.

Sabemos que muitas empresas não conseguem encontrar tempo para desenvolver tal estratégia, ou estar mais próxima de seus clientes.  Muitas vezes a equipe está limitada e precisa pensar em mil coisas ao mesmo tempo, como a produção do produto, fornecedores a logística, enfim, trabalho infinito.

Conheça nossos serviços:

Gestão de redes sociais

É fundamental estar presente nas redes sociais, relacionando-se com seus consumidores, para que eles se lembrem de você sempre que precisarem de seus serviços ou produtos.

Produção de conteúdo

Sua empresa irá ganhar visibilidade e legitimidade, tornando-se referência para seu público e alcançando mais clientes. Focamos na otimização para motores de busca (SEO).

Publicidade online

Anuncie no Google, Facebook, LinkedIn e alcance milhares de potenciais clientes!

Montar uma campanha de publicidade online de sucesso exige muito planejamento, mas nós te damos todas as dicas em nosso blog. Confira:

Remarketing: a estratégia capaz conquistar aqueles que se foram

Remarketing nada mais é do que uma ferramenta usada para exibir anúncios sobre sua empresa para as pessoas que, por ventura, já acessaram sua plataforma virtual.
É comum os usuários da internet visitarem sites e páginas procurando por algo de que precisem e, no final das contas, não optarem por nenhuma delas. Com esses anúncios gerados, é possível lembrar as pessoas de que sua empresa ainda existe e está esperando por elas.
Essa ferramenta pode ser ainda mais eficiente quando leva para essas pessoas anúncios sobre as categorias/produtos que visualizaram em sua plataforma virtual, fazendo com que muitas vezes elas se atraiam novamente e realizem a compra. Existem alguns procedimentos que devem ser realizados para tornar o remarketing dinâmico e pró-ativo, fazendo com que esses anúncios tenham melhor desempenho.
O Google é o responsável por fazer sua empresa conseguir realizar tal feito, sem contar as diferentes maneiras com que é possível fazer o remarketing, tudo com o objetivo de atender a maior necessidade de sua empresa. Confira:

Padrão

O jeito mais simples de se fazer remarketing, enquanto os visitantes navegam em websites da rede de display e também usando os apps da mesma rede. Os anúncios aparecerão.

Dinâmico

Optando pelo remarketing dinâmico é possível fazer os usuários visualizarem novamente exatamente aquilo que vasculharam pela plataforma virtual de sua empresa.

Listado para anúncios da rede de pesquisa

Faça com que seus anúncios apareçam para os usuários enquanto eles continuam realizando a pesquisa sobre do que precisam após terem deixado a plataforma de sua empresa.

Em vídeo

As pessoas visualizaram vídeos em sua página ou no canal do Youtube de sua empresa? Então, essa é a melhor opção, pois, enquanto os usuários navegam no Youtube, seu vídeo já visualizado por eles aparecerá novamente;
Não importa seu objetivo principal. Pode ser ele estimular o número de vendas, aumentar a visibilidade de sua empresa, garantir credibilidade dentre os usuários, enfim, os motivos podem ser muitos, assim também como as vantagens para se utilizar o remarketing.

As vantagens em usar o remarketing

A vantagem básica dessa ferramenta é oferecer para sua empresa a opção de alcançar aquelas pessoas que de alguma forma já passaram por sua plataforma virtual. Esse alcance é possível enquanto elas realizam pesquisas sobre seu produto/serviço ou quando acessam outros websites.
Com o remarketing também é possível escolher também quem deseja atingir para suas metas específicas de publicidade. Por exemplo, monte uma lista para pessoas que “desistiram depois de já terem clicado no carrinho de compras”. Feito isso, seus anúncios de remarketing irão aparecer somente para esse público que de alguma forma quase adquiriu seu produto, mas de última hora não concluiu todo o processo de compra.
Outro fator importante que merece destaque é o fato de que o remarketing tem um grande alcance em toda a internet, pois milhões e milhões de pessoas todos os dias realizam pesquisas sobre do que precisam, dando uma brecha para que sua empresa entre na vida delas e solucione seus problemas. Além disso, a fácil criação desses anúncios também resulta como mais uma vantagem para se adquirir dessa ferramenta.
A verdade é que se sua empresa quer se fazer cada vez mais presente na internet não existem motivos para não trabalhar com o remarketing e aumentar ainda mais o número de pessoas satisfeitas com seu negócio.
Veja também:
LEADS: SUA DEFINIÇÃO E IMPORTÂNCIA PARA SEU NEGÓCIO
FACEBOOK GERA MAIS TRÁFEGO PARA OS SITES QUE GOOGLE
A DIFERENÇA ENTRE INBOUND MARKETING E MARKETING DE CONTEÚDO
Feito por: Layer Up


Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.