Penalidades do Google para sites: por que é importante conhecê-las?

Obter um bom ranqueamento nas principais ferramentas de pesquisa da internet é um dos objetivos de todos os sites. Afinal, esses buscadores são uma das principais fontes de leads de um negócio. Por isso, é importante ficar de olho nas penalidades do Google.

Assim como todos os outros buscadores, o Google possui algumas normas. Duplicar conteúdos e camuflar palavras-chave, por exemplo, são ações que vão contra as suas regras.

Dessa forma, o buscador fica atento às páginas que seguem as suas diretrizes, oferecendo maior destaque à elas e punindo aquelas que não cumprem com seu regulamento.

Evitar as suas penalizações, portanto, é importante para não colocar em risco a boa posição que foi conquistada por seu site. Mas como fazer isso? Vamos explicar!

As principais penalidades do Google e como evitá-las

As penalidades do Google possuem grande relação com o posicionamento de um site em suas páginas de resultados.

Os usuários, ao fazerem suas pesquisas, entendem que os links que aparecem primeiro são mais importantes e confiáveis. Sendo assim, é justamente esse ranqueamento que é afetado quando somos punidos.

Essa redução pode ser divida em algumas classificações, que variam entre a perda de 30 a 950 posições – tudo depende da gravidade do erro cometido em seu site.

Além disso, em casos mais extremos, é possível ocorrer a desindexação da página e do domínio, assim como a dificuldade de indexar novas páginas. A exclusão total do seu site dos resultados da ferramenta também pode ser realizada.

Mas por que isso acontece? Muito provavelmente, os bots do Google identificaram algumas ações que vão contra as suas diretrizes. Propositalmente ou não, isso automaticamente acarreta em uma penalização.

Para evitar esse tipo de ocorrência, portanto, é necessário ficar de olho nas principais regras do buscador. Assim, é possível garantir que todas as ações referentes ao seu site estão de acordo com as regras da ferramenta.

Meu site foi penalizado: e agora?

De acordo com o Internet Live Stats, o Google processa cerca de 3,5 bilhões de pesquisas por dia. É por isso que, quando temos um site penalizado, é comum ficar preocupado: o seu alcance abaixa consideravelmente, o que impacta diretamente em seu desempenho.

Em momentos como esse, é importante manter a calma. É possível se recuperar desse tipo de situação.

Antes de tudo, é necessário entender por que o seu site foi penalizado. Você vai receber uma notificação e, ao analisá-la com atenção, é capaz de compreender o que deve mudar para recuperar o bom posicionamento no buscador.

Além disso, é interessante checar todas as páginas do seu site. Analise os conteúdos, os links e tudo que é oferecido ao cliente. Otimize as informações, e reformule tudo aquilo que pode interferir em seu caso.

Depois de corrigir todas as falhas, é hora de fazer o pedido de reconsideração no Google. O processo pode ser um pouco demorado, afinal, todas as páginas de seu site serão avaliadas. Sendo assim, é importante ter paciência.

Fique atento: o Google está sempre atualizando as suas diretrizes

Apesar de ser uma situação bastante desagradável, é comum que sites sejam afetados pelas penalidades do Google.

Isso porque as diretrizes e algoritmos do Google mudam constantemente, passando por várias atualizações. Assim, podemos cometer algum tipo de infração sem nem ao mesmo termos conhecimento disso.

É por esse motivo que é tão importante ficar atento e procurar saber mais sobre as suas normas.

Além disso, possuir estratégia e um posicionamento digital bem estruturado pode evitar esse tipo de problema. Em nosso blogpost, damos algumas dicas sobre o assunto

Google Webmaster Tools: conheça todas as ferramentas do Google

Conhece o Google Webmaster Tools?

Não é somente um carro que precisa ser revisado frequentemente, um site também precisa sempre passar por manutenção. Quando isso deixa de acontecer, pode-se notar várias partes da plataforma que ninguém nunca mexeu, peças de HTML não originais em relação ao template, etc.

Existe uma infinidade de coisas que podem prejudicar o andamento do site se não revisadas com frequência, inclusive no posicionamento orgânico. Por isso, viemos falar do Google Webmaster Tools.

Ele funciona como se fosse uma caixa de ferramentas para o seu veículo. É uma mão na roda para que essa revisão sempre esteja acontecendo.

Seu uso diário não fará com que conserte as páginas, porém, vai te dar uma boa orientação de como fazer isso, além de dicas de quais search queries no Google o seu site tem melhor desempenho, sem contar a respeito da produção de conteúdo e da escolha das palavras-chave.

O Google Webmaster Tools é totalmente gratuito. O recurso existe desde 2005 e oferece um leque enorme de ferramentas disponibilizadas. Confira abaixo as principais ferramentas deste sistema e saiba como sempre deixar o seu site bem revisado. Veja:

  1. Data Highlighter

Atua de forma manual, ajudando o Google a entender como é que funciona o seu site. Os robôs da empresa que disponibiliza o recurso costumam fazer isso, mas o que custa dar uma pequena forcinha para ajudá-los?

Com essa ferramenta, mesmo sem o uso do HTML, o Google consegue identificar dados para buscá-los com uma maior velocidade. Faça o processo apenas em algumas páginas do mesmo layout, depois disso o próprio Google irá repetir o processo.

  1. Search Queries

Essa pode ser considerada a ferramenta mais popular e importante de todo o Google Webmaster Tools, pois com ELA é possível fazer com que as pessoas cheguem até o seu site, verificar em que páginas elas clicam e ainda por cima medir a audiência de sua plataforma virtual.

Essa ferramenta possui diversas métricas, veja abaixo cada uma delas e como interpretá-las:

  1. Internal Links

Se tudo que foi dito é uma parte da laranja, esta aqui é a outra metade. O Google “pega bem” com aqueles sites que são bem amarrados, com uma grande abundância de links internos e sem nenhuma página perdida por lá.
Com essa ferramenta, é possível detectar essas “páginas órfãs” e acrescentar alguns links internos nela.

  1. Content Keywords

Sem muito mistério, aqui são mostradas as palavras-chave utilizadas com mais frequência em todo seu site. Essa lista merece uma atenção maior vinda de sua parte, são elas que o Google associa com mais intensidade em relação ao site de sua empresa.

  1. PageSpeed Insights

Funciona ainda como um experimento no recurso. Está disponível na aba “Other Resources”, porém, é uma das que você deveria usar como prioridade.

Um site que carrega todas suas abas rapidamente não ajuda somente no SEO, mas também faz com que a navegação pela plataforma se torne mais agradável para seus clientes. Ou conhece alguém que ainda tem paciência para esperar os sites carregarem? O PageSpeed te ajuda nisso.

Apesar de existirem outras ferramentas dentro do Google Webmaster Tools, essas que citamos acima são as mais utilizadas e aquelas que trazem os melhores retornos para o site, mesmo para os iniciantes.

Então, independentemente da experiência que tenha com o assunto, vale a pena começar a fazer uso deste recurso e fazer do seu site um dos melhores no segmento em que atua.

Conheça as ferramentas mais utilizadas do Google Webmaster Tools e saiba mais sobre como ter melhores retornos para o seu site:

Contato//

Fale com um especialista, tire dúvidas ou deixe sua sugestão para a Layer Up. Nosso time está pronto para dar um UP em seu negócio e entregar os melhores resultados!

    Newsletter

    Assine a newletter e receba informações do mundo digital.